MATO GROSSONúmero de vítimas de caminhoneiro que transmitiu vírus HIV sobe para seis

0
59

número de vítimas do caminhoneiro Haroldo Duarte da Silveira, 32 anos, subiu para seis. De acordo com a Polícia Judiciária Civil, na sexta-feira (30), uma nova vítima procurou o órgão para registro de ocorrência. Haroldo foi preso na quinta-feira (29), acusado de transmitir o vírus HIV para diversas mulheres.

A prisão de Haroldo se deu em caráter preventivo porque, segundo a delegada Nubya Beatriz Gomes dos Reis, a detenção via salvaguardar a integridade física e psicológica das vítimas. Ele foi encaminhado para o Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC), antigo presídio do Carumbé.

“Oriento as mulheres que se relacionam com o suspeito que realizem o exame para constatação do vírus, e se o tempo de aquisição da doença coincidir com o do relacionamento que procure esta delegacia para que possamos instaurar novos inquéritos policiais e investigar os fatos”, pediu a delegada.

O suspeito foi indicado também por quatro tentativas de feminicídio. Ele estava fora de Mato Grosso e foi preso ao retornar para a capital. De acordo com as vítimas, Haroldo nunca afirmou ser portador do vírus ou ter usado qualquer tipo de proteção.

Ao Olhar Direto, uma das vítimas disse que Haroldo sabia da condição, o conheceu em uma rede social e afirmou que busca Justiça para outras vítimas que nem sabem que podem estar carregando a doença.

“Quando eu contei para ele, ficou revoltado, disse que eu que tinha passado a doença para ele. Nesta mesma época, descobri que ele ficava com outra mulher também. Fiz tratamento para depressão e comecei a tomar os remédios. Resolvi procurar a polícia porque eu não queria que ele continuasse fazendo isto com outras mulheres”, disse a vítima.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here