Lula derrotado nas urnas seria politicamente adequado, diz Temer em entrevista

O presidente Michel Temer (MDB) disse nesta quarta-feira que se o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, 31, pudesse participar da eleição deste ano e fosse derrotado nas urnas, o resultado seria “politicamente adequado”.

“Do ângulo jurídico, eu não dou um palpite sobre decisão judicial porque eu estaria invadindo competência de outro Poder e eu sou muito consciente da necessidade para que um Poder não invada a competência do outro. Agora sob o foco político, eu confesso que se ele pudesse participar das eleições, não sei se poderá, eu acho que a derrota dele politicamente seria mais útil do que uma derrota simplesmente de natureza judicial”, afirmou em entrevista a Radio Metrópole, da Bahia.

Na entrevista, o presidente evitou falar sobre o candidato governista no pleito de 2018 e disse que só definiria isso no fim de maio. Ao ser questionado sobre o interesse do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, em concorrer, Temer exaltou o nome do auxiliar, mas evitou se posicionar em relação às eleições. “O Henrique Meirelles tem a melhor qualificação, mas neste momento, eu não quero avançar o sinal”, disse.

Na entrevista, o presidente evitou falar sobre o candidato governista no pleito de 2018 e disse que só definiria isso no fim de maio. Ao ser questionado sobre o interesse do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, em concorrer, Temer exaltou o nome do auxiliar, mas evitou se posicionar em relação às eleições. “O Henrique Meirelles tem a melhor qualificação, mas neste momento, eu não quero avançar o sinal”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here