ASSISTA AOS VÍDEOS: Prefeito oferece bolo para “comemorar” aniversário de queda de ponte

O prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahesio Rodrigues, “comemorou” nesta semana um mês da queda de uma ponte na MA-138, que liga o município à cidade de Estreito.

Junto com secretários e assessores, ele ofereceu um bolo e acendeu uma vela pela passagem de um mês da queda da estrutura.

“Estamos aqui comemorando um mês de aniversário dessa ponte que quebrou, caiu. Um mês que o governador do estado virou as costas para esta ponte. Um mês que o seu Clayton Noleto não consegue fazer uma ponte de madeira”, disse o prefeito, criticando a incompetência do Governo do Estado.

“Espero que não complete dois [meses sem a obra], porque a população precisa dessa estrada”, completou.

 

“Vaquinha”

A MA-138 já foi destaque no Blog do Gilberto Léda antes.

No início da semana, mostrou-se aqui que moradores de Estreito, decidiram promover uma “vaquinha” para arrecadar recursos a serem utilizados na recuperação estrada (reveja).

Promessas

Durante a campanha de 2014, o governador Flávio Dino (PCdoB) esteve na região, e garantiu que recuperaria a rodovia.

“As estradas que são fundamentais terão o meu apoio. E queria aqui destacar o meu compromisso com a estrada que vai até São Pedro dos Crentes, que é um sonho de toda a região”, declarou o comunista, há três anos e meio.

Cobrança

Nas redes sociais, até o pároco de Estreito, Luzimar Moura, cobrou melhorias.

Segundo ele, investimentos da ordem de R$ 2 milhões – para recuperação emergencial da estrada -foram “dinheiro jogado fora”.

“A MA-138 é o resultado de uma profunda falta de respeito com o povo sertanejo e, consequentemente, com a população de pelo menos quatro municípios que transitam por ela.. não estou aqui para afrontar governo, nem para macular ninguém… mas só gostaria que o nosso governador soubesse que o serviço que foi feito nela, sobretudo no trecho entre Estreito e a ponte do Ribeirão da Mata…não prestou!!! E não vamos por a culpa na chuva…podemos dizer que a recuperação da estrada foi de uma inoperância terrível: SEM DRENAGEM ADEQUADA,SEM LARGURA CERTA, E MUITOS TRECHOS NAO FOI PIÇARRA E SIM BARRO…DENTRE OUTROS MATERIAS…NAO HOUVE COMPACTAÇÃO ETC…Mesmo com uma baixa densidade de chuvas as fissuras e erosões, buracos já deixam ela na mesma situação que antes…sinto muito em dizer: um serviço mal feito, sem planejamento adequado, sem terrapalnagem adequada…só queria que o governador soubesse que o dinheiro da recuperação foi jogado fora e…mais uma.vez vamos ficar com aquela Máxima maldita:”É pelo menos tá melhor que antes.”🤦‍♂🤦‍♂🤦‍♂…eu chamo isso de inoperância,falta de respeito com o povo e falta de planejamento. *Padre Luzimar Moura*”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here