Presos por estupro de crianças dizem nao saber que era ilegal

Homens que foram presos nesta segunda-feira (26) por estupro de vulnerável em Eunápolis, extremo sul da Bahia, alegaram não saberem que o ato que cometeram era ilegal. A prisão foi o cumprimento a mandados expedidos pela Justiça.

Os crimes, segundo o ‘G1’, teriam sido cometidos em 2007 e 2011. O primeiro homem, de 30 anos, trabalhava como segurança e foi condenado por estuprar uma criança de 11 anos. O segundo, de 52 anos, é acusado de estuprar a própria neta, uma adolescente de 13 anos.

Como explicou o ‘G1’, ter relações sexuais com menores de 14 anos é considerado estupro de vulnerável. Os dois estão detidos na delegacia de Eunápolis e devem ser encaminhados ao sistema prisional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here