Macarrão ganha direito de cumprir prisão domiciliar em Minas Gerais

Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, condenado pelo envolvimento na morte da modelo Elisa Samudio, ganhou o direito de cumprir prisão domiciliar. O alvará de soltura foi expedido na noite dessa quinta-feira (01) e até o momento ele ainda não pôde deixar a cadeia. As informações são do portal UOL.

A defesa de Macarrão conseguiu o benefício por causa de bom comportamento e pelos dias trabalhados na prisão. Macarrão terá de permanecer em casa de 19h até 6h do dia seguinte, fins-de-semana, feriados e dias santos e comprovar em 30 dias que arrumou um emprego. Preso desde 2010, ele teve 425 dias da pena abatidos da pena após trabalhar 1.134 dias e concluir 570 horas de estudos. Em 2016, ele começou a cumprir o regime semiaberto.

Em novembro de 2012, o amigo de Bruno foi condenado a 15 anos de prisão por homicídio triplamente qualificado – motivo torpe, asfixia e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima, Elisa Samudio. O corpo da modelo nunca foi encontrado.

Da Redação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here