Noite de caos em Fortaleza: três mortos e cinco ônibus incendiados

Bandidos entraram em choque com a polícia, incendiaram cinco ônibus e até ameaçaram autoridades em final de semana de medo na capital cearense

Com altos índices de criminalidade e palco de guerras abertas entre facções, o Ceará viu sua capital se tornar um cenário de caos e medo neste final de semana. Um confronto entre a Polícia Militar e bandidos que atacavam a sede da Secretaria de Justiça terminou com três mortos na madrugada deste sábado. A polícia cearense prendeu na noite deste sábado três suspeitos de atear fogo em ao menos cinco ônibus coletivos em Fortaleza. Outros ataques se espalharam pelo interior e região metropolitana. Na cidade de Cascavel, criminosos queimaram mais de 50 carros e motos em um prédio público.
O secretário de Segurança Pública, André Costa, disse que o setor de inteligência da área detectou que havia a ameaça de ataque ao prédio da Secretaria de Justiça. A Polícia Federal está investigando um ataque à sede dos Correios no bairro Antônio Bezerra, onde foram deixadas cartas ameaçadoras às autoridades cearenses. O governador Camilo Santana (PT), que foi ameaçado em uma das cartas, reagiu:. “Nem a polícia, nem o Estado vão aceitar qualquer afronta.”
A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará informou que dois dos suspeitos de participar dos ataques aos ônibus estavam com um galão de gasolina na Rua Castro e Silva, próximo à Praça da Estação. Os indivíduos foram identificados como Daniel Vanderlei de Freitas Costa, de 24 anos, e Antônio Elton Lopes Cassiano, de 29 anos – este último tem três passagens por roubo, por porte de arma de fogo e identidade falsa. Um terceiro suspeito, Igor Victor da Silva Fernandes, de 18 anos, foi preso na Rua Padre Mororó, também no centro da capital cearense, com outro galão de gasolina. A secretaria determinou o reforço no policiamento, inclusive com apoio de helicópteros.
Depois dos ataques criminosos aos ônibus, todo o sistema de transporte coletivo ganhou um esquema especial de funcionamento para que a população possa se locomover, especialmente de madrugada. Uma reunião entre a cúpula da Segurança Pública e representantes da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) e do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) foi realizada para traçar novas ações para a segurança dos veículos, trabalhadores e passageiros. Foram registrados, até as 21 horas deste sábado, cinco incêndios em ônibus, em duas torres de telefonia e duas manifestações com queima de pneus em avenidas de Fortaleza.
VEJA