Sophia é abandonada após AVC e fica em choque com decisão de Estela em O Outro Lado do Paraíso

Sophia (Marieta Severo) será surpreendida com as atitudes de todos os seus filhos na novela O Outro Lado do Paraíso. Ela será julgada pelos crimes de morte, no entanto, ao ver que Xodó seria uma das testemunhas de acusação, ela fica em choque e tem um AVC no tribunal.

Imediatamente, ela cai desmaiada e o julgamento é cancelado por Raquel (Erika Januza). A orientação médica é a de que ela fique em repouso, enquanto a polícia pede que ela fique no hospital. No entanto, em uma atitude surpreendente, Estela intervém e proíbe que a prendam.

“Ela só não pode ir pra casa. Tá respondendo um processo”, dispara Bruno. “Deve permanecer no hospital, até estar bem para voltar ao tribunal”, orienta Patrick. “Hospital não é cadeia. Doutor, não seria melhor ela ir para casa?”, questiona Estela, e o cardiologista afirma que sim.

“Gael, você como filho, pode cuidar de sua mãe”, sugere Samuel, no entanto, Gael surpreende ao se negar a cuidar da mãe. “Se eu ficar com ela, a gente vai discutir de novo e ela vai ter outro AVC. Lívia”, pede ele, e a irmã também se recusa: “Não olha pra mim. Eu não quero cuidar dela. Tenho meus motivos”.

Estela então dispara: “Eu cuido da minha mãe”. “Ela nunca se importou com você”, retruca Lívia, mas a anã bate o pé: “Continua sendo minha mãe. Eu quero levá-la para minha casa”. “Eu ajudarei a Estela a cuidar de dona Sophia”, responde Amaro, e o delegado continua proibindo a sua ida.

Depois de muita conversa, eles entram em um consenso. “Ela não foi condenada. Entrou naquele tribunal como uma mulher livre”, diz o advogado. “Exatamente. Minha mãe não foi condenada”, assegura Estela. “Há risco de fuga”, insiste ele, e é ameaçado pelo advogado.

“Só pode estar brincando, delegado. Dona Sophia é uma senhora, teve um AVC. Não tem a menor condição de empreender uma fuga. Insista em não deixá-la ir para a casa da filha. Entro com um pedido de prorrogação desse processo. Se a filha quer cuidar da mãe em casa, nada mais justo”, dispara.

“Proponho um acordo. Permito que ela vá se um policial acompanhar”, sugere o delegado, e todos concordam. O policial então passa a ficar com todos eles na casa de Pedra Santa, onde Sophia será muito bem tratada pela filha rejeitada. Ela fica em uma cadeira de rodas e se revolta com a presença do policial.

“Ordem do delegado. Para a senhora não fugir”, explica Amaro. “Fugir! Mal consigo me manter em pé! Ridículo. Vou ter que ir pra casa de vocês?”, rebate ela. “Eu vou tratá-la com todo carinho, mãe”, declara a filha. “Deixa de ser melosa, Estela. Vamos”, responde ela, rude.

“Dona Sophia, já arrumei o quarto da Estela pra senhora, como ela pediu. Troquei a roupa de cama”, explica Rosalinda. “É o mínimo que tinha que fazer, Rosalinda”, retruca a megera. Enquanto isso, Rosalinda acaba se apaixonando pelo policial que fica de escolta na casa.

Em outra sequência, Rosalinda trará sopa para a patroa, que afirma não conseguir segurar e colher e Estela pega a colher e coloca a sopa, dizendo: “Eu disse que vou cuidar de você, mãe. Vou cuidar muito bem”. Ela passa a dar comida na boca da mãe, que engole a sopa e fica melhor de saúde.

+ Clara briga com Lívia no tribunal Raquel toma decisão inesperada em O Outro Lado do Paraíso

“Está com uma cor melhor”, comenta a filha. “A comida aqui é boa. Deixa eu olhar no espelho”, pede, e Estela afirma: “Está com o cabelo horrível. Depois você vê; Eu penteio você, mãe”. Ela pega um pente e começa a arrumar a mãe, que retruca, constrangida: “Estela, não é necessário”. “É carinho”, devolve.