Tenha vergonha, Flávio Dino, diz Ricardo Murad…

Em carta aberta ao comunista, ex-deputado relembra episódios de uso da polícia militar em outras eleições, aponta dedo do governo no suicídio do médico Mariano de Castro e destaca que “a liberdade é um bem que está acima da própria vida”

De: Ricardo Murad

Para: Flávio Dino

Quem você pensa que engana?

Dizer que mandou demitir o tenente-coronel vai resolver o crime? Relembre o que você fez em Coroatá, na eleição municipal de 2016, com as polícias Civil e Militar que sitiaram a cidade sob sua ordem direta.

E agora, não satisfeito por ter contribuído para o suicídio do médico Mariano, e deve tá aliviado com sua morte, quer punir um comandante porque cumpriu ordens de seu superior?

Militar foi treinado para cumprir ordens. Não age por vontade própria. 

A ordem era para levantar dados e fazer o monitoramento da oposição para constrangê-la, veio de cima, a ordem foi sua. Leia o documento do CPI – Comando de Policiamento do Interior, Memorando 098-2018, que originou o documento feito pelo Cel Markus através do Memorando CPAI-2, sediado em Barra do Corda.

Todos os CPAis receberam essa cobrança, mas só essa veio a público. Leia o teor das observações que constam no anexo do Memorando 098-2018 do CPI.

Esse Memorando 098-2018 foi do comando da PM, obedecendo sua ordem. Ele é datado de 06 de abril de 2018, enquanto o documento do Cel Markus é datado de 19 de abril.

Tenha vergonha.

No governo ninguém faz nada sem ordem direta sua. A PM não irá se transformar na SS, a Polícia Política de Adolf Hitler, perseguindo pessoas por suas ideologias.

A liberdade é um bem que está acima até da própria vida.

Milhões morreram por isso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here