Com prisão de Lula, Marina sobe e quase empata com Bolsonaro

Pesquisa do Instituto Datafolha sobre as eleições presidenciais deste ano, divulgada neste domingo (15), aponta que, com a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), as intenções de voto na ex-ministra Marina Silva (Rede) sobem e ela empata tecnicamente com o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL). Nos cenários sem Lula no pleito de outubro, Bolsonaro aparece com 17% das intenções e Marina Silva, com 15%.

O instituto analisou vários cenários e, dentre eles, a hipótese do ex-presidente Lula não estar entre os candidatos. Preso no último dia 7, após ser condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) a uma pena de 12 anos e um mês, Lula pode não ser elegível, pois a Lei da Ficha Limpa prevê a impugnação de políticos condenados em segunda instância.

Com Lula na disputa, o cenário muda. O ex-presidente lidera lidera com 31% das intenções de voto, seguido por Bolsonaro com 15% e Marina Silva com 10%.

Em quarto lugar, aparece o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa (PSB), com 8%. O ex-governador de São Paulo e presidente nacional do PSDB, Geraldo Alckmin, conta com 6% das intenções de votos, em seguida vêm o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), com 5%, e o senador Álvaro Dias (Podemos-PR), com 3%.

A pesquisa foi feita em 227 municípios brasileiros, onde foram ouvidas 4.194 pessoas entre quarta (11) e sexta-feira (13). A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

 

Com Agência Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here