Golpista, grupo Sarney quer intervenção do governo Temer no Maranhão

Usando a filha de Ricardo Murad, a deputada estadual Andrea, a oligarquia enviou documento à Procuradoria Geral da República pedindo que interventores comandem a Secretaria de Estado da Segurança Pública e o comando da Polícia Militar até após o resultado das eleições de outubro.

O pedido dos oligarcas é um acinte à democracia no Maranhão e uma maneira do clã Sarney/Murad usar a Polícia do governo Temer durante as eleições com o objetivo de atrapalhar o pleito. É também uma tentativa desesperada daqueles que sabem que vão perder no voto popular.

O que eles querem é parecido com o que acontece no Rio de Janeiro. Sem condições, o estado sofreu intervenção federal para frear a criminalidade crescente. Muito diferente do que ocorre no Maranhão, estado que ostenta a menor diminuição de violência do país e que está sentindo os efeitos dos investimentos em segurança.

O atabalhoado pedido de intervenção federal por parte dos Sarney e Murad escancara a armação ocorrida por aliados deles dentro da Polícia Militar do Maranhão. A armadilha sempre visou a ingerência do governo Temer durante o pleito eleitoral no estado.

O que eles querem é dar um golpe na democracia, da mesma forma que urdiram durante o governo da presidente Dilma Rousseff. Os maranhenses conhecem bem o modus operandi do coronel Sarney, que usou a força bruta do Judiciário para retirar do Palácio dos Leões o ex-governador Jackson Lago legitimamente eleito pelo voto popular.

Sarney subestima a força e indignação da população maranhense, a popularidade e prestígio nacional do governador Flávio Dino. Vai dar com os burros n’água.

Fonte: Blog do Jorge Vieira

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here