Quatro funcionárias são demitidas após troca de bebês em hospital

ASanta Casa de Franca (SP) demitiu uma enfermeira e três técnicas de enfermagem, após dois bebês serem trocados no hospital. O pai de um dos bebês desconfiou do erro e percebeu que o nome na pulseirinha não era o da mulher dele. O erro aconteceu na sexta-feira (20) e foi corrigido ainda na unidade de saúde.

“A falha foi ela [a técnica de enfermagem] não ter feito a checagem entre as pulseiras da criança e da mãe, que estavam adequadamente descritas e evidentes. Elas não foram checadas e, consequentemente, ela pegou a criança e entregou para a mãe trocada”, afirmou o diretor técnico da Santa Casa, Marcelo de Paula Lima, em coletiva nessa sexta-feira (27).

De acordo com o G1, a Santa Casa realizou exames de DNA e os resultados foram divulgados na terça-feira (24), comprovando a troca dos bebês. “O exame de DNA confirmou que as crianças estavam devidamente identificadas, não houve troca de identificação e, sim, de corpos, que foi corrigido pelo nosso protocolo. A verdade está com a Santa Casa, na maior transparência possível”, disse.

As funcionárias demitidas são, respectivamente, a enfermeira-chefe e duas técnicas de enfermagem do centro de obstetrícia e uma terceira técnica da maternidade.

A direção do hospital informou que um novo procedimento será adotado. As pulseiras de mãe e filho também terão a mesma cor, além das informações pessoais, para facilitar a identificação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here