A situação delicada de Gastão Vieira

Desde que decidiu romper com o Grupo Sarney, Gastão Vieira (PROS), vez por outra, é acusado publicamente nas redes sociais de traidor, pois foi justamente graças a ex-governadora Roseana e ao ex-presidente Sarney que o político Gastão Vieira conseguiu chegar à secretário de Estado e ministro do Governo Federal.

Entretanto, pelas idas e vindas de boa parte da classe política maranhense, onde alguns sempre acostumados com o poder querem estar sempre onde o poder está, mas esse parece ser o menor dos problemas para Gastão Vieira.

O que deve incomodar, ou pelo menos deixá-lo em uma situação delicada é ver o líder do seu novo grupo político, o governador Flávio Dino (PCdoB), sempre criticar a área da Educação nos governos Roseana.

Nesta semana, Gastão Vieira, em propaganda eleitoral, acabou, mesmo que indiretamente, desmontando as críticas do comunista contra a Educação.  Vieira que foi secretário de Educação do Governo Roseana e garante que construiu 82 novas escolas e reformou 403 unidades de ensino fundamental.

Ou seja, se Gastão Vieira propaga o que fez, juntamente com Roseana, desmente Flávio Dino, mas, por outro lado se não disser o que fez na sua passagem pela Educação aceitará a pecha de incompetente.

Inegavelmente uma situação delicada, mas Gastão não é o único nesse dilema. Vale lembrar que o deputado Pedro Fernandes, o prefeito Luis Fernando (São José de Ribamar) e o próprio Partido dos Trabalhadores, todos agora com Flávio Dino, já comandaram a Educação ao lado de Roseana Sarney.

Só é difícil entender o que Flávio Dino quer com tanta gente que, pelo seu próprio discurso “considera incompetente”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here