Hoje é dia de Wybson Carvalho – À memória de Déo Silva

Nenhuns de mim Vejam, há muitos alguns no meu eu nenhum…
enterrados no oráculo atemporal ao nada
múltiplos sem resultados ao mais
mas, inseparáveis ao menos!

Míseros sobreviventes por ser ou estar…
em alma de sentimentos e corpo de carne, sangue e osso
à inexistente complexidade inevitável
e necessária de também existir

Então,

Não encenas tuas porções…
pois, sem protagonista e ou coadjuvante
a cena da vida é o nenhum ato à morte

Se nenhum vier de ti a alguém…
outros te negaram a ninguém
baixa a cortina do palco ao teu espetáculo sem plateia!

Noite  ludovicente

São Luis, um beco escuro, um ladrão e eu…

ele – mãos ao alto; a bolsa ou a vida!

eu – consulte-as; ambas estão vazias!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here