Hoje é dia de Fábio Kerouac – Um café, por favor!

Acordei à 1h29min, fui ao banheiro e voltei a dormir… não consegui, então levantei, liguei o computador, fiz um café e vim ver notícias no globo.com e vi o que rolou no Facebook enquanto eu dormia. No primeiro eu vi coisas interessantes, já no segundo, vi poucas coisas interessantes, mesmo assim fuçei e curti o que alguns amigos fizeram ontem em Caxias e Itália (por onde anda neste momento uma amiga de Caxias). Neste exato momento, enquanto escrevo, vejo notícias num canal francês (ainda não falo francês, portanto não entendo nem 20% do que eles dizem, mas estou acostumando o ouvido ao que me proponho dominar em 2 ou 3 anos!).

Agora mesmo tenho a cabeça leve e o corpo ainda um pouco cansado, mas estou bem, diferente do momento em que ontem me joguei na cama, isto às 20h, para descansar apenas 10 minutos. Acabei dormindo mais de 5 horas! Isto foi o suficiente para me aclarar as ideias e pensar no que escrever. Quando eu dormi eu não sabia o que escrever, cheguei a comentar isso com a minha esposa no fim da tarde quando visitamos um novo Café na cidade de Hamburgo, o Elbgold, onde eu fui e tomei um café latte macchiato e evitei comer um apetitoso cheesecake (käsekuchen em alemão e bolo de queijo em português). Fiquei de voltar ali pra comê-lo quando perder mais alguns quilinhos!

Enquanto isso vou perdendo alguns quilinhos comendo mais salada e trabalhando muito, mas muito mesmo! Principalmente esta semana em que somos poucos na casa de idosos onde trabalho, pois ali uns dois ou três estão de férias e uns 4 ou cinco estão doentes, alguns apresentaram atestados médico duvidosos (não, isso não acontece só no Brasil!) e devem estar curtindo o verão alemão, que tem sido generoso este ano, apesar de não repetir o mesmo desempenho do verão do ano passado. Mesmo assim eu ando pensando em pedir o número do médico que estes colegas de trabalho visitam pra que eu possa dizer ao “doutor” que eu estou cansado de trabalhar! Será que isso é motivo pra ele me mandar ficar em casa?

3h05 da madrugada… acabei de escrever e vou tentar dormir até 4h10, quando toca normalmente o meu despertador quando trabalho pela manhã na Casa de Idosos Kursana, onde eu a partir das 6h15 devo estar levantado a primeira velhinha, que assim como eu, gostaria de ficar mais um pouquinho na cama vendo o sol nascer batendo na janela lateral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here