CAXIAS: Naturalmente anulado – Pedro Barros

O que presenciamos em Caxias, no campo político, é algo de fenomenal! O governador do Estado, Flávio Dino, conseguiu agregar em torno de si, quase todas as forças políticas da Princesa do Sertão.

De Coutinhos a Marinhos, passando por Gentil, Soares, Alencares, Martins, Barros, Mesquitas e outros de menor expressão. Fantástica a capacidade de arregimentação e mobilização desse Comunista!

Sua última e arrojada jogada, deu-se em dois momentos: no primeiro deu aval ao Deputado Adelmo Soares, na ousada união política com o grupo de Fábio Gentil; e, em seguida deu o Xeque-Mat, ao nomear Catulé Junior, seu Secretário. Não se sabe, precisamente, quais serão os desdobramentos dessas manobras, porque deixa, momentaneamente imobilizadas, as forças políticas hegemônicas de Caxias.

Nessas duas espetaculares movimentações políticas, buscam os poderes constituídos e afinados por interesses comuns, anularem definitivamente, as pretensões de quem não estiver alinhado ao Sr. Prefeito, que conta com o apoio irrestrito do Governador e do Deputado Federal Kléber Verde.

O labirinto está construído; resta saber quem terá a ousadia de correr na frente, buscando uma saída “solo”. Quem terá coragem?

Ao que parece, pretendem,…”naturalmente, anular”…(o clã Marinhos), salvo engano… A menos que, sejam contemplados, também, com a posse de Paulo Marinho Júnior, na Câmara Alta, no lugar de algum Deputado que possa assumir uma Secretaria de Governo. Aí sim, o cerco estará fechado. Só falta isso…

Enquanto isso, o povo assiste, inerte, toda a classe política local, locupletar-se com benefícios distintos oriundos dos poderes! Todos devidamente contemplados…

Se oxalá, houvesse um efetivo ajuntamento dessas forças, para num esforço aqui nunca visto, produzirem serviços que satisfizessem a população; ou seja: que a satisfação de cada integrante desses grupos, se estendesse aos usuários dos serviços a cargo de cada governo envolvido nesses arranjos, pra mim ilegítimos, porque não “combinaram” nada disso com o povo, seria aceitável…

Mas o que se percebe, nitidamente, é uma busca da manutenção do poder, pelo poder, em todas as esferas e a qualquer custo; e, para tanto, sem que sejam preservados nenhum valor; sejam eles de natureza ética, moral ou ainda, de percepção ideológica; ou seja: não importam os meios, o importante é que atinjam os fins. E quais são os fins? Precisa se dizer, mais uma vez…?! Quem perde com tudo isso é o povo, que se anulou no tempo que lhe foi reservado para opinar…

Daí deduzir-se que, qualquer um desses grupos poderá debandar nas eleições municipais de 2020. Porém…, parece ficar subtendido que, essa tutela Estadual poderá inibir iniciativas do gênero; haja vista, a operacionalização do poder e dos privilégios de que desfrutam esses grupos dentro do governo Estadual. Resumindo tudo: considerando-se a proximidade, amizade e laços partidários que unem o Deputado Adelmo Soares ao Governador, (pode)…estar apostando na indicação do seu nome para disputar as próximas eleições municipais em nosso município. (Jogada de mestre)!

Quero ver o desfecho de tudo isso…Acorda Caxias…

(Pedro Barros)