Abono do PIS: Novo lote de até R$ 1.045 será liberado em 13 de fevereiro

Mais dinheiro no bolso! Isso porque trabalhadores nascidos entre os meses de janeiro e junho ou com final de inscrição entre 6 e 9 receberão a mais das quantias referente ao abono PIS/Pasep em 2020. O aumento teve como parâmetro o reajuste do novo salário mínimo.

De acordo com o calendário divulgado pelo Governo Federal, a liberação do 8º lote acontecerá no dia 13 de fevereiro, tanto para os funcionários de empresas privadas (PIS) quanto para servidores públicos (Pasep). Com base na quantidade de meses trabalhados no ano-base (2018), o valor máximo pode chegar a R$ 1.045.

A quantia é diferente daqueles que receberam a partir do segundo semestre de 2019 e janeiro de 2020. Os pagamentos tiveram como valores máximos R$ 998 e R$ 1.039, respectivamente. Por se tratar de um benefício social, o abono salarial acompanha os reajustes do piso nacional.

Datas dos saques

PIS (mês de nascimento):

  • Julho – 25/07/2019;
  • Agosto – 15/08/2019;
  • Setembro – 19/09/2019;
  • Outubro – 17/10/2019;
  • Novembro – 14/11/2019;
  • Dezembro – 12/12-2019;
  • Janeiro e Fevereiro – 16/01/2020;
  • Março e Abril – 13/02/2020;
  • Maio e Junho – 19/03/2020;

Pasep (dígito de inscrição)

  • Dígito Final 0: Saques em 25/07/2019;
  • Dígito Final 1: Saques em 15/08/2019;
  • Dígito Final 2: Saques em 19/09/2019;
  • Dígito Final 3: Saques em 17/10/2019;
  • Dígito Final 4: Saques em 14/11/2019;
  • Dígito Final 5: Saques em 16/01/2020;
  • Dígito Final 6 e 7: Saques em 13/02/2020;
  • Dígito Final 8 e 9: Saques em 19/03/2020.

*Lembrando que os valores estarão à disposição do trabalhador até o dia 30 de junho, data de encerramento das retiradas.

Quem pode sacar?

Para ter acesso ao benefício, o trabalhador precisa obrigatoriamente:

  • Ter cadastro no PIS há pelo menos cinco anos;
  • Ter atuado em atividade remunerada sob o regime de carteira assinada e Pessoa Jurídica pelo período mínimo de 30 dias, consecutivos ou não, também no ano-base (2018);
  • Ter recebido como remuneração mensal média a quantia de até dois salários mínimos durante o ano-base (2018);
  • Estar com os dados empregatícios corretamente informados na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS); nesse caso de responsabilidade do empregador.

Valores

Com a promulgação da Lei nº13.134/2015, o abono salarial passou a obedecer o tempo de serviço de trabalhador no ano-base anterior. Para saber quanto cada trabalhador receberá, basta multiplicar a quantidade de meses trabalhados pelo valor mínimo pago (R$ 88). Nesse caso, quem trabalhou 12/12 em 2018, receberá em 2020 a quantia de R$ 1.045. Confira a tabela completa abaixo:

Tabela de Pagamento PIS/Pasep 2020
Fonte: caixa.gov.br

Saques

Fique atento (a) à documentação e formas de sacar o abono:

PIS

  • Cartão Cidadão + Senha Cidadão: saques em caixas eletrônicos, lotéricas e Correspondentes CAIXA Aqui;
  • Documento oficial de identificação: saques apenas nas agências da Caixa;
  • Correntistas: depósito é feito diretamente na conta; neste caso ela precisa estar ativa e ter saldo acima de R$ 1;

Pasep

  • Documento oficial de identificação: permite a retirada em agências do Banco do Brasil;
  • Correntistas: depósito direto na conta ou poupança;
  • Demais servidores: podem realizar TED (Transferência Eletrônica Disponível) para conta de mesma titularidade para outra instituição financeira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here