TRE mantém inelegibilidade de Ricardo Murad

O Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) manteve nesta terça-feira (21),  a inelegibilidade do candidato a deputado federal, Ricardo Murad (PRP) por oito anos.

Ricardo Murad foi declarado inelegível pela juíza Josane Araujo Farias Braga, da 8ª Zona Eeitoral, de Coroatá, por conta de uma ação por abuso de poder nas eleições de 2012.

Foram seis votos pela rejeição do recurso eleitoral de Murad, mantendo a decisão da juíza Josane Araújo Farias, titular da 8ª Zona Eleitoral, da cidade de Coroatá. O julgamento havia sido iniciado na semana passada, mas acabou suspenso após o pedido de vista do juiz Itaércio Paulino da Silva.

Com a decisão, Ricardo Murad fica inelegível por oito anos a partir de 2012, por isso a punição vale até as eleições de 2020.

Nas redes sociais, Ricardo Murad disse que vai avaliar com a sua assessoria um possível recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

“Minha gente querida, infelizmente o TRE manteve a sentença que me declarou inelegível. Estou avaliando com meu advogado o recurso para o TSE – Tribunal Superior Eleitoral e a consequência da decisão em relação ao registro da minha candidatura. Manterei todos permanente informados. Obrigado a todos pelas manifestações de apoio. Peço a todos que continuem firmes para nossa vitória na eleição, logo darei notícias. Forte abraço em todos”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here